Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

terça-feira, 25 de março de 2014

Açores

Há muita gente entusiasta do Desenho nos Açores. Na Universidade, de manhã e de tarde, eu, o Mário e a Ketta, tentámos que aquele entusiasmo saísse à rua. E foi incrível de ver. 

Em baixo uma das actividades que propusemos: um percurso urbano com pormenores, vistas, pessoas, ... Desde a Ermida da Mãe de Deus até ao Mercado. 





8 comentários:

hfm disse...

Gostei de reconhecer os locais. Adoro as vistas da igreja da Mãe de Deux.

Fernanda Lamelas disse...

Que bonitos os desenhos e que bom deve ter sido! Adorava ter podido ir!

Fernanda Lamelas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nelson paciencia disse...

Não conheço os Açores, e os desenhos mostram que a visita é obrigatória.

Maria Celeste disse...

...o sinal de proibição para o cão ,nunca tinha visto...
...que desenhos bem dispostos...

cláudia mestre disse...

Gosto muito dos desenhos, da junção dos elementos nas páginas. Ricas páginas! Nunca fui aos Açores...

Manuela Rolão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manuela Rolão disse...

Gosto desta organização das páginas com múltiplos desenhos (às vezes também faço!
Parabéns por mais este encontro e sensibilização aos diários gráficos! Os USK P estão em grande!