Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Faro


Rua António Cabreira, Faro

Fábrica da Pólvora de Vale de Milhaços




Sem dúvida um ambiente singular. Ficou a vontade de voltar e registar as restantes oficinas.

Na pausa do almoço


Outro dia aproveitei a pausa do almoço para subir as ruas da Colina de Santana. Na Rua do Carrião, que se encontra em obras, admirei a vista e desenhei um pouco. Enquanto os pombos comiam mais à frente e alguém descarregava as compras do carro, esta pausa deu para clarear ideias e ganhar fôlego da subida desta rua. Recantos de Lisboa que dão sempre para um desenho.

dois numa

dois registos numa só imagem

a via sacra na terra
e o parque desportivo em mafra


Exposição de aguarelas de Roque Gameiro - 150 anos


 A não perder a exposição "O Mar, A Serra, A Cidade" com aguarelas impressionantes de Roque Gameiro, na comemoração dos 150 anos do seu nascimento. Tem estado aberta apenas de segunda a sexta-feira, na galeria dos Paços do Concelho (Praça do Município, Lisboa), mas no próximo fim-de-semana está aberta no sábado e no domingo!

O que se lê por entre o laço é: "A Natureza não é aquilo que se vê, mas aquilo que se sente".




Roque Gameiro

Uma exposição nos Paços do Concelho de Lisboa até 25 de Abril.

terça-feira, 15 de Abril de 2014

Lisboa

Lisboa, de manhã, o sol no horizonte já brilhava há muito. Numa esplanada à beira rio, no terreiro que é do paço. Aproveito a luz e as sombras, desenho ao som de um café....
  num dos meus passeios de bicicleta encontrei esta velha nora em ruínas. O lugar chama-se Pedra do Lagarto na Meia-Praia
 

Com a crise não tenho amêndoas para oferecer mas trago-vos da nossa boa fruta para vos desejar uma boa Páscoa.

 O desenho é demasiado académico mas era esse o seu propósito, aprender a trabalhar em camadas sucessivas com os lápis de cor.

A caminho das Furnas... o difícil é vencer a trepidação...
e o meu filhote, no banco de trás, que também começou a desenhar no Diário Gráfico..

Na Inauguração da Exposição "Scones e Aguarelas", Seixal


Fiz um rabisco muito rápido desta casa miniatura para aves que está pendurada num dos móveis da casa de chá Too Much, em Fernão Ferro - Seixal. No espaço está a exposição "Scones e Aguarelas", com desenhos dos participantes dos workshops da Manuela Rolão e da Alice Rolão com a associação cultural L1B. Pode ser visitada até ao final de Abril!




Ontem de manhã - quando abri uma das portadas- vi janelas abertas e roupas, muitas, no parapeito da casa em frente... havia sol, finalmente havia sol!


Tarde de desenhos no campo.

A venda do Chana



Restaurante "A venda do Chana". Vários motivos para visitar:

1 - Fica situado bem no coração da Serra D'Ossa - Aldeia da Serra;
2 – A 600 metros de Altitude,  que para um alentejano é uma altura vertiginosa. A esta altitude o olhar perde-se pela planície. Uma vista fabulosa sobre o Alentejo até onde o sol ilumina;
3 – O cheio a Eucalipto e Pinheiro e a cor amarela das giestas naturalmente semeadas dão a este lugar um toque especial;
4 – Comida tipicamente Alentejana e tratamento personalizadamente cuidado.

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Workshop Zoofluo

No dia 5 de Abril tive o prazer de participar em mais um workshop orientado pelo Richard Câmara. Intitulado  Zoofluo, tinha tudo para ser uma sessão bem interessante, desenhar animais usando uma técnica que nunca me passaria pela cabeça experimentar: canetas fluorescentes! Passamos o dia no Jardim Zoológico de Lisboa e como modelos tivemos animais mais ou menos irrequietos, alguns a colaborarem bastante bem para um bom resultado!
Utilizei apenas as 3 cores primárias e o preto. As diferentes cores e tonalidades obtinham-se através da sua sobreposição. Gostei imenso da experiência e do resultado! Mais desenhos aqui











Se Zimbra quiser...


Se Zimbra quiser...
Não me inspirou para o desenho Sesimbra, inspirou o Cabo Espichel.

"O velho de Alcabideche
E a velha da Caparica
Foram à Rocha do Cabo,
Acharam prenda tão rica*!"


...dizem que lá para os idos de 1410... 

* a venerada imagem de Nossa Senhora do Cabo

Aqui também publiquei Sesimbra onde a paisagem natural ainda não cedeu terreno à construção...

Igreja, hospedarias e à esquerda meio escondida a Ermida da Memória.

Casa da água.

Moinho de Maré de Corroios

Vista para a entrada

O Sapal


mais sapal

Engenho

Gostei muito do moinho e da envolvência. E o tempo passou tão rápido!

Sou eu!

Por motivos de profundo altruísmo com a minha pessoa inicio sempre os meus cadernos com um auto-retrato.

Desenhar na "Casa do Alentejo"

Num dos salões há um palco ladeado por figuras alegóricas da autoria do escultor José Isidoro Neto. Resolvi arriscar o registo no meu "Diário Gráfico". Desta vez ninguém me chamou a atenção pelo meu atrevimento.


Brrrrrrrrrrrrrrrrr ,  Brrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr,  Brrrrrrrrrrrrrrrrrrr.................................rrrrrrrrrrrrrrrr

Casa do poeta Afonso Duarte - Ereira

Um domingo solarengo e uma volta de SketchCycling

Campos do Mondego - Montemor-o-Velho

Um domingo solarengo e uma volta de SketchCycling

domingo, 13 de Abril de 2014

O Mosteiro de Alcobaça e o terramoto de 1755


Apesar de se encontrar a cerca de 100 km de Lisboa, Alcobaça sofreu danos consideráveis no histórico terramoto de 1755. O mosteiro ainda hoje tem vestígios claros desse enorme sismo, e principalmente na ala norte podem ver-se inúmeros vãos visivelmente desaprumados.

Claro que o meu desenho em pouco mais de um quarto de hora fez muito pior ao mosteiro que esse tal terramoto...




PARQUE VELHO


                                         de volta aos passeios de bicicleta, encantei-me com esta paisagem que
                                         é um dos braços da ribeira de Odiáxere, zona de viveiros de
                                          ostras, conquilhas e ameijoas.                                                                                          

VIla Viçosa

Fim-de-Semana cheio de sol convida a uma esplanada. Gostei deste enquadramento.

Ericeira

 


Na praia do sul.

CASA NOVA

coisas.


Pastelaria Ideal da Graça


METRO

os passageiros e os seus telemóveis.

Pássaros

Alguns pássaros no rio Cávado.
Fão, Portugal, 10.04.2014
Programa da Semana de desenho promovida pela Universidade de Sevilha


ETSA Universidad de Sevilla em Sevilha
El objetivo, como sabéis, es el de acercar a la Escuela de Arquitectura de Sevilla el mundo Urban Sketcher
Se trata de realizar dibujos y apuntes de la ciudad y de lo que sucede en ella. Es importante y forma parte de la actividad la relación entre las personas que la realizan.
Este año las dos horas que realizamos en el aula, entre la 9,30 y las 11,30 h de la mañana, se distribuyen con el siguiente programa de intervenciones:
Lunes, 12 de Mayo: 9,30 h Vicente Sardinha
Aula Magna 10,10 h –Rosa de Trías
10,50 h – Arturo Ramírez
Zona para dibujar: Parque de Maria Luisa
Martes, 13 de Mayo, 9,30 – Federico Arévalo
Aula Magna 10,30 h – J.A. Ruiz Rosas/J.M. Raya/ F. Vázquez
Zona para dibujar: C. Francos, Plaza del Pan, Encarnación, Ómnium Sanctorum
Miércoles, 14 de Mayo 9,30h – Rafael Llacer
Salón de actos 10.10h – Gérard Michel
10.50 - María del Mar Robert
Zona para dibujar: Catedral y Casa de Pilatos
Jueves 15 de Mayo 9,30h – Jaime Navarro
Aula 2.3 10.10h – Antonio Gamiz
10.50 - Jose M. Cortes
Zona para dibujar: Dos orillas del Guadalquivir
Viernes 16 de Mayo:
Zona para dibujar: Plaza del Triunfo

uma sala de aulas

sem alunos. dia de reunião de notas
quando eram utilizadas por mim pareciam umas mesas e cadeiras tão grandes, agora parecem minúsculas


 O «Gatinho» cá de casa...não fica quieto!!