Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

A Expessura do Tempo

Numa organização da CM Castelo Branco, que nos recebe sempre tão bem (obrigado Carlos Matos) o Encontro ESPESSURA DO TEMPO, PATRIMÓNIO E PAISAGEM levou-nos a conhecer os sempre interessantes arredores da Cidade.
Aqui desenhando no Tejo Internacional, num filme do Jorge Portugal


Vamos desenhar com...

É já no próximo sábado dia 24 de Fevereiro pelas 15 horas que a Ana e o Mário Crispim nos vão falar da sua experiência no desenho em Diário Gráfico, na rua e de observação, e nos vão fazer propostas para desenhar nas proximidades do Museu do Carmo. O encontro é, como sempre, dentro do Museu.


Encontro no Mosteiro de São Vicente de Fora, Lisboa - 17 de Março 2018



No centro de um dos bairros mais típicos de Lisboa e junto à Feira da Ladra, ergue-se a Igreja e o Mosteiro de São Vicente de Fora, o padroeiro da cidade.
Vamos visitar e desenhar no seu interior descobrindo entre outras coisas, os painéis de azulejos com as Fábulas de La Fontaine, o panteão da Casa Real de Bragança e o telhado com uma vista fabulosa sobre Lisboa.

Esta visita tem um custo de 2,50€ (fizeram-nos um desconto de 50%) para pagamento da entrada.

Ponto de encontro e horário: Junto à porta do Mosteiro às 10h e terminamos por volta das 13h com a partilha de desenhos e foto de grupo.

Transportes públicos: Eléctrico 28 ou então os autocarros 726, 712,735, 730 saindo no Largo de Sapadores e depois andar até ao Largo da Graça e descer a Rua da Voz do Operário, seguindo a linha do eléctrico.

Carro: O estacionamento nesta zona é muito complicado e sendo um sábado, apanha a confusão da feira da Ladra. Há um parque de estacionamento perto do Largo da Graça. Depois é só descer a Rua da Voz do Operário.

GPS: 38.714657, -9.128165
Localização, Mapas e Outras Informações AQUI

Organização do encontro: Foto&Sketchers 2 Linhas/Isa Silva.

Apareçam! :-)

Desenhos de Espera em Sta. Cruz


...enquanto se esperava pelo café depois de almoço...

...e enquanto a mulher e filha andavam perdidas dentro da azenha de Santa Cruz...

A Espessura do Tempo_Castelo Branco






Tarefas domésticas



Pelas ruas de Castelo Branco


casas com bolor


Bem, o drama que foi encontrar bolor no quarto!
Mas não se preocupem, já há cama nova e um possivel desumidificador encaminhado.

(ando apaixonada pela tinta da china, acho que vou deitar as aguarelas fora)

Missionários


Quotidiano

e... mais um caderno a chegar ao fim. 

(Marcador, carimbo, aguarela e lápis de cor)                                                                                                         «in situ»

Moinhos de Moledo


A região centro do país tem muito para descobrir, e os Oeste Sketchers têm feito um trabalho dos diabos a consegui-lo! Moledo é uma pequena aldeia sobre um monte ventoso, na estrada para a costeira Lourinhã. O clima é severo, mas é precisamente por isso que os belos moinhos de vento estão cá. Um deles ostenta um mural do artista urbano Pantonio, conhecido pelas suas pinturas fibrosas e texturadas.



O município trabalha para dar nova vida à aldeia e colocá-la no mapa, como um destino turístico regional. Durante quatro anos, um grupo de estudantes da Faculdade de Belas-Artes de Lisboa salpicou as ruas e largos com esculturas relacionadas com o mito de Pedro e Inês. A Rota das Esculturas vale bem a visita, se as vistas de uma aldeia sossegada e pitoresca não são suficientes para passear pelos campos do Oeste.



Na parte mais baixa da aldeia, perto do canal, fica a igreja local. Um cruzamento pacato entre um templo sagrado e um pátio profano, que provavelmente servia como ponto de reunião para os aldeões, entre o trabalho no campo e a missa. As margens empedradas do canal marcam a fronteira entre a aldeia e a paisagem produtiva. Algumas pontes de madeira ligam os campos às ruas, sob o zumbir das pás dos moinhos modernos.


Publicado também AQUI

domingo, 18 de fevereiro de 2018

João Abel Mota - Panorâmica Porto 2018

No mês passado ao longo de 2 dias inteiros no local (morro de Gaia) concretizei esta vista panorâmica do Porto.

Aguarela e caneta sobre diario gráfico de biombo.

Sketch Final



pormenor 1
pormenor 2
pormenor 3


sketch in loco

Pela tarde


Cascais, numa tarde de sol (tão apetecível para o passeio de Domingo!) Sentada ao pé do Papa João Paulo II, apanhando a sombra das árvores, de frente para o Centro Cultural de Cascais, ainda se vê uma nesga de mar...



Desporto Escolar - Surf

Este ano o desporto escolar tem na praia do sul (Ericeira) um abrigo para guardar material. Este abrigo já foi muitas coisas. Há muitos anos atrás foi um bar. Contaram-me que nessa altura, quando o mar estava bravo, as ondas entravam pelo bar. Era preciso esperar pela pausa das vagas para se entrar e "fugir" para o primeiro andar. Era sem dúvida uma noite diferente. E fico aqui a pensar como seria a saída do bar.

Os MoSk a desenhar Motas


No dia 17 de Fevereiro os MoSk realizaram um encontro em parceria com o Clube MotoTurismo do Centro em que desenhamos e registamos no diário gráfico motas dos que participavam no encontro deste clube. Com a inauguração da nova Sede foi apresentado um mural realizado pelos MoSk (Jorge, Ana Luísa e Paula Brito).
Ver mais no álbum do grupo MoSk







Santa Cruz


Caminhada solitária, numa bela manhã de sol.

Estufa Fria, orquídeas


Estufa Fria, Herrerasaurus ischigualastensis


Aldeia de Moledo, Lourinhã





Na aldeia de Moledo, Lourinhã, alunos da FBAUL trabalharam durante quatro anos a temática relativa a Dom Pedro e Dona Inês de Castro, de acordo com uma parceria entre esta universidade e a autarquia local. Deste trabalho resultou a construção de uma Rota De Esculturas, que serviu para consolidar a aldeia de Moledo como localidade histórica, assim como a requalificação urbana de alguns espaços.
Neste 14ºencontro dos Oeste Sketchers, num dia muito frio e ventoso, procurei desenhar em recantos mais abrigados, os aspectos envolventes da aldeia, tendo ficado para uma próxima ocasião a tentativa de desenhar  algumas das belas esculturas que por ali nasceram, relativas á passagem de Pedro e Inês por estas paragens.
Para algumas fotos de Moledo - www.facebook.com/rorarum2

Sketch-friendly

Quem não gosta destas ruínas a céu aberto que parecem ter sido construídas para cinema? Sucesso garantido para visita de estudo, com serviço educativo de excelência. Inesgotável para o desenho. Se há espaços sketch-friendly, este é um deles. 
Aqui fica 1 de 4 que lá fiz.

SALA


Gorreana - São Miguel

Mais um dia roubado ao inverno. Que bom que o sol faz estes assaltos porque a Gorreana fica ainda mais verde e luminosa. Gosto de ir à fábrica tomar chá, desta vez também provei uma queijada de chá verde não lhe associei o sabor, mas achei-a uma delícia.

(Caneta caligráfica, carimbo, aguarela e lápis de cor)                                                                                                        «in situ»


Será isto um padrão - os meus olhos em que todos os dias me revejo? Um padrão eterno ...

Lisboa 2018 - Baixa-Chiado

Corte e costura ao jantar

Na Agulha no palheiro.