Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.


Neste blog só se publicam desenhos feitos de observação e no sítio

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

um senhor da linha verde


2 comentários:

Henrique Vogado disse...

Traços rápidos a lápis de côr. De certeza alguém espreitava por cima do ombro. A expressão ficou muito bem.

João Santos disse...

Muito bem captado!