Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

sábado, 30 de setembro de 2017

Museu Militar





Jonatan Alcina Segura

No próximo Sábado, dia 7 às 10:30h, a oficina de desenho inserida na programação "Lisboa, capital Ibero-Americana de Cultura, será assegurada pelo Jonatan Alcina Segura , natural de Cádis e que vive  e trabalha actualmente na Alemanha. Na Casa Atelier Vieira da Silva, a não perder!
Mais informações e inscrições em casa-atelier@fasvs.pt






Urban Sketching também é partilhar

Uma vista muito comum do meu dia a dia... que aqui partilho.
Percorro este trajecto vezes sem conta, numa perspectiva um pouco elevada em relação à rua, da janela, experimentando canetas e marcadores num dos piores papeis de sempre :D

Museu do Azulejo

A primeira sessão do Alfabeto Lisboeta 2016/ 2017 foi no Museu do Azulejo onde reinventámos Gustav Klim. Escolhi um pormenor dos fantásticos azulejos da sala D. Manuel 


Lisboa Oriental

Cerealis
 Vila Maria Luisa

Algar Seco

Já não ia há alguns anos ao Carvoeiro nem visitar o Algar Seco.
Fiquei agradavelmente surpreendida com o extenso passadiço construido sobre a falésia e os seus bancos que apelam à contemplação da belíssima paisagem e convidam a pintá-la!


1º Ensaio...

...da rentrée coral. Enquanto se discute agenda e se tecem considerandos vários sobre a época coral passada, houve que aproveitar o tempo...


Beco dos Toucinheiros II, Lisbooa Oriental

Beco dos Toucinheiros (passagem de nível/linha do comboio), Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

Beco dos Toucinheiros  Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

Beco dos Toucinheiros (taberna?), Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.


Beco dos Toucinheiros I, Lisboa Oriental

Beco dos Toucinheiros, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

Beco dos Toucinheiros, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

Vila Moreno, Lisboa Oriental

Beco dos Toucinheiros (esquina com a Vila Moreno), Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

Vila Vila Moreno, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

Vila Moreno (caixas do correio), Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

Vila Amélia Gomes, Lisboa Oriental

Vila Amélia Gomes, Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

Vila Amélia Gomes (vista sobre o rio), Lisboa Oriental, esferográfica preta e aguarela, 24 set. 2017.

a Riscar o Património_2017_Castelo Branco; Serra da Gardunha. Desenhos de Aires de Melo





Fruta da época


sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Lisboa Oriental, parte II


 
 
 
 

Palácio de Estói


A Tia Bia

É preciso ir a Barranco Velho, no percurso da "Via Algarviana", para descobrir um restaurante de excelência: A Tia Bia.
Os franceses (que apanhei neste sketch que fiz enquanto esperava a comida) já o descobriram, pois é um ponto de paragem e de restauro de energias para quem faz percursos pedestres neste "Algarve profundo".


(a)Riscar o Património/Heritage Sketching #04

Desenhámos, picnicámos, conversámos e por mim teria ficado mais tempo, mas tinhamos o autocarro à espera de regresso à Ribeira Grande (ponto de partida). Antes das 15:00 lá estávamos todosprontos para a fotografia de grupo e embora cansados ainda houve força para muitos sorrisos. A beatriz ofereceu-nos mais referência com o trabalho de uma artista (Gabriela Albergaria) que consta na coleção do Arquipélago
O (a)Riscar em são Miguel foi marcante e julgo que foi do agrado de todos os participantes (estreantes e reincidentes) et voilá, aqui temos mais fotografias do evento, os desenhos publicarei depois.
Para o ano há mais!

(Aguarela, grafite, carimbo e lápis de cor)                                                                                                                                                 «in situ»

Lisboa Oriental



Surpresas

Ás vezes, quando andamos por aí à procura de novos temas para desenhar, encontramos algo inesperado
Não estava à espera de encontrar  esta chaminé industrial,  que foi aparentemente integrada num edificio  moderno, no Cais do Sodrè                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       
                                                                                                                                                                                                         Foi uma surpresa encontrar numa zona de moradias em Paço de Arcos, esta torre com um sino no topo                       

Parque dos Moinhos de Santana

Fica situado no alto do Restelo, num parque que não conhecia. Encontrei 2 moinhos algo degradados. É pena, mas ainda deu para desenhar.


Antiga Fábrica da Tabaqueira


quinta-feira, 28 de setembro de 2017

(a)Riscar o Património 2017 - T.Vedras


Nesta edição, um pouco à semelhança do que aconteceu em 2015, a CM T. Vedras e a CCC bem como as freguesias envolvidas, levaram-nos para longe da cidade para registarmos o património Natural na sua verdadeira essência. Começamos pela Quinta da Folgorosa em Dois Portos, onde fomos recebidos muito bem pelo Eng. Melícias, mestre na arte de fazer bom vinho. Fiz uma aguarela das vinhas mais baixas da encosta em registo muito rápido com o único objectivo de "desenhar" a bela luz que estava no momento. 


E de seguida para contrastar com a luz total do exterior, fui até a adega para registar o local onde o vinho é produzido. O cheiro era um misto de excitação (adoro vinho!) e incomodo, porque era muito forte e sem beber nada, facilmente sairíamos dali embriagados... 


...mas a adega era fantástica e eu arrisquei o segundo numa abordagem ligeiramente diferente, antes da prova de vinhos que se seguiu.
Não consegui ficar mais tempo para o resto do dia, que foi glorioso. Entre paisagens deslumbrantes, oferta de almoço, provas de vinhos e de doces regionais, ficaram desenhos fantásticos de todos os participantes. 

Até 2018

Lisboa Oriental_parte I

Uma hora de almoço comprida, na companhia do Filipe Oliveira
 
 
 
 
 
 
O contributo possível
 
 
 
 

Retratos à lá 5 minute #3

Aqui vai mais uma fornada saída do subterrâneo lisboeta, dias 22, 25, 26 e 27 de Setembro...