Nunca encontrei ninguém completamente incapaz de aprender a desenhar.

John Ruskin, intelectual inglês do século XIX


Pensamos que o Diário Gráfico melhora a nossa observação, faz-nos desenhar mais e o compromisso de colaborar num blogue ainda mais acentua esse facto. A única condição para colaborar neste blogue é usar como suporte um caderno, bloco ou objecto semelhante: o Diário Gráfico.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

CADERNO DE TANGER



Primeiro e último desenhos do "Caderno de Tanger" (na realidade são dois cadernos), realizados neste fim de semana.

7 comentários:

nelson paciencia disse...

Apenas dois desenhos de tantos outros absolutamente incríveis que fizeste em Tanger.
Foi óptimo ter partilhado este fim de semana de desenhos contigo e com tantos outros apaixonados pelo desenho.

hfm disse...

Esperam-se mais!

Rincón disse...

Que raro, sólo dos cuadernos en un fin de semana. ¿Estabas enfermo Vicente?.
Un abrazo

Maria Celeste disse...

...és uma máquina...
...e cheia de talento...

Manuela Rolão disse...

dois cadernos num fim de semana: é o Vicente "uma máquina", como diz a Celeste? Parabéns pelo primeiro e último, falta dar-nos a ver os restantes, pode ser?

Fernanda Lamelas disse...

Muito bom!

Rita Oliveira Dias disse...

muito bom, queremos ver mais!